Tratamentos para a impotência Sexual

Você está em busca de tratamento para impotência sexual? Está passando por este frustrante problema? Este é um texto que então vai te interessar porque aqui falaremos um pouco sobre os tratamentos para esta condição.

Antes de falar do tratamento, você sabe o que é exatamente a impotência sexual, ou a disfunção erétil, como é também conhecida? 

A disfunção erétil é uma condição que acomete homens de qualquer idade, sendo mais comum em homens a partir dos 40 anos de idade. Quando ela acontece, o homem sente na pele a impossibilidade de conseguir uma ereção e se a consegue, dificilmente tem a capacidade de manter até o final da relação. A consequência disto será a baixa auto estima e estresse que pode afetar a sua rotina diária.

As causas podem ser físicas atingindo não apenas o corpo, mas também o órgão, assim como podem ser psicológicas, afetando a mente também.

Se você ou o seu parceiro sofre com a disfunção erétil, é importante buscar ajuda médica e se informar sobre as possíveis formas de tratamento. A boa notícia é que pelo menos 70% dos homens conseguem levar uma vida normal, utilizando os medicamentos indicados para o tratamento deste problema.

Tratamento para a Impotência

Para tratar a disfunção erétil existem tratamentos de via oral. Me refiro aos comprimidos como o Viagra e o Azu power. Eles são inibidores da fosfodieterase-5. Eles são as primeiras indicações e menos invasivos que qualquer outra forma de tratamento. Estes comprimidos têm como função, melhorar o funcionamento dos vasos sanguíneos que levam o sangue ao pênis fazendo com que a ereção aconteça. Isto acontece porque seus ingredientes são atuam mas células lisas que revestem estes vasos que passam pelo corpo do pênis.

Alguns medicamentos causam a disfunção erétil. Remédios para a hipertensão, para tratamentos emocionais como os calmantes e os antidepressivos. Os remédios para a calvície também têm sua fama de piorar a vida sexual masculina. Ao informar ao seu médico sobre os medicamentos que você faz uso, pode haver a possibilidade de ele reduzir a dosagem que você consome diariamente. Outra possibilidade é a substituição do medicamento por um outro, mas esta é uma decisão que somente o médico poderá tomar na hora de solucionar o seu problema.

Uma terceira maneira de tratar a disfunção erétil é através de métodos convencionais com o uso de supositórios ou injeções de prostaglandinas. Esse é um método para auxiliar no equilíbrio hormonal que influenciará no fluxo sanguíneo na região do pênis, o que é de extrema importância para que a ereção aconteça.

Cirurgia para disfunção erétil

Até aqui falamos apenas de formas de tratamento que não são invasivas, onde se usam medicamentos, sejam naturais ou farmacólogos. Ouras pessoas optam pela mudança de hábito, mantendo um estilo de vida mais saudável, cuidando da alimentação e mantendo uma rotina regular de atividades físicas.

Quando estes tratamentos não solucionam a questão pode ser sugerida, a cirurgia de implantação peniana, obviamente mais invasiva, a cirurgia não apresenta probabilidades altas de efeitos colaterais, mas isso não quer dizer que não apresente algum risco à saúde. Dentre os riscos estão:

  • Os riscos anestésicos que não podem ser descartados;
  • Os riscos de infecção;
  • O risco de não funcionamento, ou falha do dispositivo;
  • O risco de rejeição do organismo

Com todos os tratamentos relacionados para a disfunção erétil, não se esqueça de buscar ajuda logo nos primeiros sinais. Como qualquer problema, quanto antes identificada a causa, mas rápida e fácil será a solução para o problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *